A Biblioteca Mágica de Bibbi Bokken, de Jostein Gaarder e Klaus Haregup

Livro

A postagem de hoje é uma nova versão do meu texto de 2012 sobre "A Biblioteca Mágica de Bibbi Bokken", escrito por Jostein Gaarder e Klaus Haregup (Editora Seguinte) com tradução de Sonali Bertuol.

Em "A Biblioteca Mágica de Bibbi Bokken" conhecemos dois primos que estavam  de férias na cidade de Fjærland, interior da Noruega. São eles, Nils Torgersen, de 12 anos e Berit Bøyum, de 13 anos. 

Com o término das férias, eles decidem manter contato utilizando um livro de cartas que funcionará, basicamente assim: Berit escreve uma carta, envia pelo correios para o primo em Oslo - capital da Noruega - que a responde, e envia novamente para a prima que lê, responde e... Bom, vocês já entenderam, certo? 

A primeira carta enviada por Nils à prima não é só para agradecê-la pelas excelentes férias, mas também para contar-lhe algo muito estranho que lhe aconteceu quando estava na livraria da cidade de  Fjærland escolhendo o modelo do caderno para as cartas.  

O garoto relata que uma esquisita senhora contemplava os livros como se fossem marzipã ou outros docinhos gostosos e chegava a babar enquanto observava os exemplares expostos. Para deixar a situação mais estranha, a senhora decide contribuir na compra de Nils dando-lhe uma moeda de 10 coroas. 

Ao saber do ocorrido, Berit decide começar a investigar a tal senhora. Descobre que ela chama-se Bibbi Bokken, é uma bibliógrafa e que não reside em Fjærland há muito tempo, não. 

Durante sua investigação, Berit se depara com uma carta que caí da bolsa da senhora. A menina não controla a curiosidade e acaba lendo o conteúdo da correspondência. 

A carta é no mínimo estranha, pois seu remetente fala sobre um dono de sebo italiano que coleciona livros que ainda não foram escritos e o mais importante, comenta sobre um livro intitulado "alguma coisa biblioteca mágica" que está sendo escrito e será publicado apenas no próximo ano... em Oslo. 

Como a própria carta diz: a única pessoa capaz de dizer quem o está escrevendo ou mesmo possui-lo em seu acervo é Bibbi, a maior bibliógrafa da Noruega! 

Através das cartas trocadas pelos primos participamos da investigação dos detetives Bøyum & Bøyum, cada um em sua cidade, recheada de aventuras e muito suspense sobre a misteriosa Bibbi Bokken e o livro que ainda não foi escrito. 

A cada nova descoberta nos aprofundamos mais na história do objeto livro, ou "bok" (o personagem principal dessa trama), conhecemos o Sistema de Classisifcação de Dewey e compreendemos o encanto que o livro exerce sob o ser humano. Muitas outras histórias e personagens tão divertidos quanto os primos entram na trama. 

Adorei fazer parte dessa dupla de detetives, seguindo as pistas deixadas e imaginando qual das possibilidades levantadas estava correta.

Esse é um livro que costumo recomendar bastante para as crianças da biblioteca escolar que querem uma aventura com "investigação" e para leitores que gostam de ler livros que falam sobre livros. 

Com a segunda leitura, percebi o quanto gosto desse livro. Singelo, divertido. E com o elemento que percebi que adoro: cartas! Aceito indicações de romances epistolares ou mesmo livros infantis, juvenis que sejam "todinho" de cartas ou que apresentem esse tipo de correspondência na trama. 


Ficha Técnica
Título original: Bibbi Bokkens Magiske Bibliotek
Editora: Seguinte
Tradutor: Sonali Bertuol
Páginas: 180
ISBN: 9788535903706
Lido pela primeira vez em 2012 na edição da Cia das Letras, relido em 2019 na nova edição da Seguinte.